terça-feira, 24 de julho de 2018

Já tinha dito há uns tempos, no Instagram , que as nossa férias deste ano serão em Itália. Já visitamos o país em 2014, quando conhecem...

ROMA EM 2 DIAS

Sem comentários:
 


Já tinha dito há uns tempos, no Instagram, que as nossa férias deste ano serão em Itália. Já visitamos o país em 2014, quando conhecemos Milão, Florença e Roma. Este ano voltaremos a Roma (queríamos muito voltar à cidade e dava jeito por causa da viagem) e depois iremos seguir para Siena, Lucca, Pisa e Bolonha. Será uma semana bem preenchida a conhecer o que de melhor há por Itália.

Digo muitas vezes que sou apaixonada por aquele país e que, muito provavelmente, tenho alguma costela italiana mesmo sem saber, porque me identifico com o país, com a cultura, a gastronomia e adoro a língua, apesar de poucas palavras saber dizer. Aliás, um dos meus sonhos é dar uma de Comer, Orar e Amar, ir para Itália uns mesinhos e aprender a falar italiano. Mas isso são sonhos mais complicados de realizar.
Como dizia, a nossa escolha deste ano foi a Itália e foi difícil decidir quais as cidades a visita, pois há imensos locais por lá que queremos conhecer.

Alguns leitores perguntaram-me se já tinha roteiro pronto para estas férias. Honestamente, ainda não, e não acho que estejamos muito atrasados nesse ponto. Nunca viajamos sem roteiro mas, posso dizer-vos que os nossos não são nada rígidos, ou seja, nós escrevemos o que tencionamos ver em cada dia, mas não nos prendemos a essa lista. Muitas vezes trocamos os pontos de dia ou do horário (manhã, tarde ou noite) que tínhamos planeado. Ou seja, é mais uma lista de coisas a fazer, do que um roteiro para ser seguido ao segundo. Gostamos que a cidade nos surpreenda, gostamos de entrar por uma rua que não faz parte dos roteiros que se costuma ver por aí e quantas vezes temos excelentes surpresas, gostamos de sentar e apreciar a vida da cidade.
Mas pediram-me um pequeno roteiro para dois dias completos em Roma e é isso que eu vou tentar partilhar com vocês, venham daí.

1º Dia

Comecem por pegar num mapa (muitas vezes os hotéis oferecem), calcem algo confortável, comprem uma garrafa e água e bora lá!

Da parte da manhã, do primeiro dia, podemos começar pela zona do Coliseu. Eu aconselho caminharem até lá, mas claro que tudo depende da localização do vosso hotel. O Coliseu tem estação de metro para o caso de necessitarem.
Podem então começar pela visita ao Coliseu, Paladino e Fórum Romano. O bilhete para estas três atrações é o mesmo e é válido para dois dias. Podem comprar o bilhete online, custa 12€ e mais uma taxa (julgo que 4€) pela compra antecipada, ou podem fazer o mesmo que nós fizemos em 2014. Visto que o bilhete é o combinado, e que cada uma das atrações tem a sua bilheteira, nós compramos os nossos bilhetes na entrada do Fórum Romano, tínhamos apenas um casal à nossa frente na fila. Começamos a nossa visita por aí com toda a calma do mundo, fomos ao Paladino e por último ao Coliseu. Quando chegamos ao Coliseu, e como já tínhamos bilhete, passamos à frente toda aquela fila enorme, ou seja, temos a mesma vantagem da comprar feita online mas sem pagar a tal "taxa". Fica o conselho!

Coliseu de Roma
De lá podem caminhar até ao Vittoriano ou Altare della Patria (Monumento a Vittorio Emanuele). É um bom local para descansar um pouco e depois continuar a caminhada até à Bocca della veritá. Se se sentirem com boas pernas, acho que não devem perder Il Bucco della Serratura, ou seja o Buraco da Fechadura do portão da Vila dos Cavalheiros de Malta. Irão encontrar uma fila para espreitar por uma fechadura, é exactamente aí. Esperem um pouco e vejam o segredo guardado por detrás desse portão.
Daí podem descer e caminhar até ao Circus Massimo. Confesso que não é um local que considere imperdível mas, se tiverem disponibilidade terminem aí a vossa manhã.

Panteão
Apanhem o metro e sigam até à estação de “Barberini”, daí podem seguir a visita pela Fontana Trevi, Panteão, Piazza Navona (a nossa praça favorita de Roma), Teatro Marcelo, Quirinale, Piazza Spagna e Piazza del Popolo.

2º Dia

Para este dia reservo a zona do Vaticano. Se querem visitar o museu do Vaticano, o meu conselho é comprarem os bilhetes antecipadamente pela internet. Não há melhor! A fila para a bilheteira é enorme mas com a compra online vocês ficam com prioridade. Os bilhetes têm hora marcada, nós escolhemos começar logo num dos primeiros horários do dia, até porque o museu é enorme e nós gostamos de fazer tudo com calma, ou não fosse uma das mais importantes colecções de arte do mundo. A visita ao museu termina na Capella Sistina e, bem só visto mesmo. Não há palavras para descrever... é proibido tirar fotos na capela, muita gente tira mas nós não o fizemos.

Muito provavelmente terão gasto toda a manhã e umas valentes calorias, por isso uma paragem para almoçar será o melhor a fazer.

As famosas escadas em caracol do museu do Vaticano
Sigam depois para a piazza di San Pietro e para a majestosa Basílica de São Pedro, meta de peregrinos de todo mundo, é a maior basílica do mundo e vai, com toda a certeza, deixa-los boquiabertos. 
Como estão por essa zona não deixem de passar pelo Castel Sant´Angel, uma imponente fortaleza construida no ano de 139 d.c para ser o mausoléu do imperador Adriano.

Para terminarem o dia têm dois locais incríveis e que merecem visita.Vão até à Villa Borghese, onde podem assistir ao belíssimo por do sol, podem também ir jantar ao famoso bairro de Transtevere, um dos bairros mais antigos e pitorescos de Roma. 

Castel Sant´Angel
Havia muitos outros locais e experiências para vos aconselhar, mas acho que chegamos assim a um bom roteiro para dois dias completos. Mas Roma é pitoresca, é mágica e cada recanto deve ser aproveitado.
Espero que gostem.

Sem comentários:

Enviar um comentário