quarta-feira, 11 de outubro de 2017

A nossa casa é pequenina e o tamanho do nosso wc é proporcional à nossa casa. Vivo muito bem com isto, tem sido uma opção nossa, para já te...

A nossa casa é pequenina e o tamanho do nosso wc é proporcional à nossa casa. Vivo muito bem com isto, tem sido uma opção nossa, para já tem chegado e daqui a uns tempos logo se verá. Mas a verdade é que há alturas em que se torna complicado organizar o que quer que seja. 
Uma coisa esta falta de espaço é vantajosa, não nos permite acumular tralha desnecessária! Temos sempre de ver o copo meio cheio ehehe

Mas voltando ao wc, como digo ele é pequenito e eu ando em busca de ideias para 'aumentar' o espaço. Bem sei que isto não é possível, mas há pequenos truques que nos podem permitir ter mais espaço útil. Guardei algumas ideias que partilho hoje com vocês e vou começar a minha aventura pelas lojas à procura de alguns materiais para colocar mãos à obra. Prometo que, quando tiver o wc arrumadinho, vos mostro tudo o que mudamos. 
Ficam as dicas.

1- Organizar as gavetas e restante armário com caixas e cestos de plástico. É uma forma prática de ter tudo organizado e quando quiser limpas é só retirar os objectos e passar um pano nos cestos. O facto de serem de plástico facilita a limpeza.
Julgo que devo encontrar cestinhos destes nas míticas lojas dos chineses, mas se souberem de outros sítios digam.


2- Utilizar um organizador de talheres para arrumar a gaveta também é uma excelente ideia. O material também é plástico, logo é vantajoso para limpar e tenho a certeza que consigo encontrar estes organizadores à venda. 


3- Quando vi esta ideia fez-se luz. De facto tenho um espacinho 'morto', na lateral do armário do lavatório, que posso aproveitar desta forma. Assim, para além de ter o secador sempre à mão, também fico com uma gaveta livre para outras coisas. Acho que também vou aproveitar esta ideia para a cozinha.


4- A ideia anterior pode ser adaptada para o interior do armário. É uma excelente forma de aproveitar o espaço da porta e guardar alguns itens. 
Na imagem utilizam um organizador de chuveiro mas pode ser substituído por um cesto, como na ideia 3, ou até um organizador de documentos que se usa nos escritórios.
Lembrei-me de fazer o mesmo no armário do lava-loiças, na cozinha.


5- E por último, mas não menos importante, aproveitar a porta do wc, colocar um organizador de calçado para ali colocar diversos itens. Eu por acaso tenho a ideia de aplicar uns ganchos na porta do wc, para pendurar tolhas, por exemplo. Mas deixo-vos também esta ideia, pode ser útil a alguém.


Gostaram destas ideias de organização? Se tiverem outras, por favor, partilhem connosco :)


Imagens retiradas da internet.

Quem me costuma seguir lá n'O Prazer da Cozinha sabe que eu ainda não tenho filhos. Sabem da minha luta e do quanto sonho ser mãe. ...

vertbaudet

Quem me costuma seguir lá n'O Prazer da Cozinha sabe que eu ainda não tenho filhos. Sabem da minha luta e do quanto sonho ser mãe. E não, não se enganem com o tema deste artigo, ainda não temos nenhum bebé a caminho.
Apesar da minha total falta de experiência neste tema, tenho pessoas na família com bebés outros prestes a serem pais, amigos com filhos, enfim, muita gente que vi/vejo o que passam para comprarem tudo o que os bebés precisam.
A pensar em vocês que estão desse lado, prestes a serem papás e a fazerem contas à vida, deixo-vos uma dica. A Vertbaudet está com óptimas promoções e uma nova colecção que é de babar. É tudo lindo e dá vontade de comprar mesmo sem haver bebé a caminho.
Deixo-vos algumas sugestões, aqueles artigos pelos quais me apaixonei mas no site deles encontram muitas mais coisas. E para aceder ao site o que é que vocês devem fazer? Clicar nas imagens abaixo ;)

A primeira viagem que eu e o Bruno fizemos teve como destino Barcelona, decorria o ano de 2011. Barcelona despertou-nos a paixão pelas vi...

A primeira viagem que eu e o Bruno fizemos teve como destino Barcelona, decorria o ano de 2011.
Barcelona despertou-nos a paixão pelas viagens, por conhecer novos locais, países, cidades, culturas. Agarrar numa pequena mala, apenas com o essencial e ir à descoberta. Infelizmente não conseguimos viajar tanto como gostaríamos, mas quando o fazemos é de alma e coração, com entrega total e regressamos pessoas muito mais ricas.
A pensar em tudo isso e com a ajuda do meu marido, resolvi preparar um pequeno guia de Barcelona. Havia tanto para dizer, mas tentei resumir a 10 itens que consideramos completamente imperdíveis. Esperamos que vos seja útil e que vos ajude a conhecer esta maravilhosa cidade. Qualquer dúvida estamos à vossa disposição, podem deixar questões/sugestões na caixa de comentários ou enviar através do email: geral@oprazerdacozinha.com
Guia de BarcelonaGuia de Barcelona_2Guia de Barcelona_3Guia de Barcelona_4Guia de Barcelona_5

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Poucas coisas são melhores do que entrar em casa e ter um cheiro agradável. Os aromas agradáveis podem evocar uma reação emocional e melhor...

Poucas coisas são melhores do que entrar em casa e ter um cheiro agradável. Os aromas agradáveis podem evocar uma reação emocional e melhorar nossa sensação de bem-estar.
Então, aqui ficam algumas ideias para deixarem a vossa casa a cheirar maravilhosamente bem. Todas as dicas são muito fáceis, então vejam e digam-me o que acham.
2

1- Faça um ambientador com sal marinho e citrinos.

Retire o interior de limões e limas com uma faca ou uma colher e encha cada metade com sal marinho. Para um cheiro extra, adicione ervas frescas como manjericão e hortelã e coloque em zonas onde possa absorver maus odores. Este "ambientador" caseiro é perfeito para colocar na cozinha, enquanto se prepara as refeições.
4

2- Vela numa casca de clementina

Ainda nos citrinos, que tal uma vela numa casca de clementina? Tão natural que, mesmo quem sofre de problemas respiratórios, se irá sentir bem perto dela.
Esta época adorável do ano, quando o tempo começa a ficar mais frio, e nas lojas já se encontram pequenas caixas brilhantes de clementinas. Estamos na sua época e, para além de as comer, podemos aproveitar para fazer uma vela aromática.
Corte a clementina ao meio e com muito cuidado retire toda a polpa que pode depois aproveitar para uma salada de frutas. A ideia é ficar com duas espécies de tacinhas. Uma das partes será o fundo e a outra a tampa. Com cuidado, na parte da tampa corte um bocadinho do meio, pode até usar um cortador de bolachas e dar-lhe um formato engraçado como uma estrela, ou coração.
Na parte do fundo coloque uma pequena vela sem cheiro, acenda-a e coloque a 'tampa'. O calor da chama irá libertar os óleos e aromas da clementina.
3

3- Incenso de ervas secas

As ervas secas foram queimadas ao longo dos tempos e em muitas culturas, como ambientadores, limpeza espiritual e prática religiosa.
Aqui,quero-vos mostrar uma maneira prática e fácil de perfumar sua casa com cheiros naturais. Um incenso de salva na cozinha é perfeito para eliminar outros odores como fritos e grelhados.
Faça um pequeno ramo com ervas aromáticas (salva, alecrim, tomilho), folhas de eucalipto e até mesmo flores secas. Com fio de algodão, prenda bem o seu ramo, em forma de charuto.
Encontre um local fresco e seco para pendurar as ervas e deixar secar ao ar por 2 a 3 semanas.
Como usar: quando o incenso de ervas estiver pronto, segure uma extremidade e acenda a outra, da mesma forma que acenderia um incenso de compra. Não o deixe aceso com chama, mas sim aquela queima lenta como acontece com o incenso. Coloque as ervas secas em uma pequena taça ou prato à prova de calor e aprecie o aroma.

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Estávamos a precisar mudar de telemóvel, os nossos já tinham algum (muito) uso e isso começava a notar-se. Após muitas pesquisas, encontra...

unboxing2
Estávamos a precisar mudar de telemóvel, os nossos já tinham algum (muito) uso e isso começava a notar-se. Após muitas pesquisas, encontramos um smartphone que nos agradou bastante. O que lemos sobre o Xiaomi Redmi Note 4x, levou-nos a crer que tínhamos encontrado o que procurávamos, um telemóvel com bom desempenho, boa autonomia e uma câmara fotográfica (com 12mp na traseira e 5mp na frontal) que cumpre com as suas funções.
A nível estético é um aparelho muito bonito (para os nossos gostos), mas é bastante maior que os nossos anteriores telemóveis, o Xiaomi Redmi Note 4x tem um ecrã 5.5, o que torna complicado o uso, por exemplo, com apenas uma mão.
Do tempo que temos de uso, menos de 48 horas, posso-vos dizer que estou bastante contente. Já testámos as câmaras, o som, a gravação de vídeo e claro, as mil e umas aplicações que usamos no dia a dia. A nível de autonomia, noto que a bateria descarrega rápido, mas também é verdade que tenho notificações nas redes sociais, nas caixas de email e, usar e abusar da câmara também não ajuda a manter a bateria carregada.
Encontramos a um excelente preço, em Flash Sale na Gearbest. Não pagamos portes de envio e a encomenda chegou em 13 dias. Foi a nossa primeira encomenda na Gearbest e deixou-nos muito agradados.
Deixo-vos aqui o vídeo do nosso unboxing e os links onde podem adquirir este telemóvel.


Xiaomi Redmi Note 4X 4G Phablet International Version 4GB RAM e 64GB ROM - https://www.gearbest.com/cell-phones/pp_675518.html?lkid=11475184
Xiaomi Redmi Note 4X 4G Phablet (versão com Snapdragon) - https://www.gearbest.com/cell-phones/pp_621141.html?lkid=11475203
Daqui a uns tempos irei fazer um vídeo sobre o funcionamento no dia a dia.

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Ainda hoje estive a falar com um amigo sobre isto, a conta da electricidade está cada vez maior. Não se percebe como é possível mas é verda...

Ainda hoje estive a falar com um amigo sobre isto, a conta da electricidade está cada vez maior. Não se percebe como é possível mas é verdade. De verão nem tanto, mas nos meses de inverno eu sinto calafrios sempre que a maldita chega. Sim, porque basta ligar um pouco o aquecimento e o contador da electricidade parece um carro de formula 1. 

Posto isto lembrei-me de vocês, meus queridos e adorados leitores, e lembrei-me de fazer um artigo com 5 dias para reduzir (ou pelo menos tentar) a conta da electricidade. 


Dica 1 - Troque as lâmpadas
Grande parte das pessoas ignora completamente o que uma simples lâmpada pode fazer pela sua conta da electricidade. Mas a verdade é que esta troca pode ajuda-lo a poupar 70% na conta da luz (70% da parcela das lâmpadas, não da conta total). 

Ora vejamos.
As lâmpadas incandescentes (amarelas) gastam, no mínimo, 75watts. Se trocarem por uma fluorescente, reduz o consumo em 15 watts por lâmpada e, se forem brancas, torna o ambiente muito mais iluminado.
Por seu lado, as LED gastam apenas 9 watts, mas são bastante dispendiosas. Podem sempre comprar uma por mês e assim mudar as lâmpadas de casa. No final, a sua carteira vai agradecer, visto que estas lâmpadas duram muito mais do que as outras.

Dica 2 - Nunca deixe o telemóvel a carregar toda a noite.
Este é um dos péssimos hábitos que tenho mesmo de alterar. Tanto costumo deixar o telemóvel como o Ipad a carregar toda a noite. Infelizmente, mesmo depois de carregados, continuam a gastar electricidade.
Se é como eu, então pense que está na hora de mudar este péssimo hábito. Eu vou tentar fazer isso.
E outra coisa, depois de carregado, nunca deixe o carregador na tomada, pois o consumo continua! 

Dica 3 - Não abra a porta do forno.
Sabia que de cada vez que abre a porta do forno para espreitar o assado, perde 25% do calor? Isso faz com que o forno tenha de voltar a aquecer para regressar à temperatura que marcou. Evite estar sempre a abrir o forno e quando faltarem cerca de 10 minutos para o assado ficar pronto, desligue o forno e mantenha-o fechado. O calor residual continuará a cozinhar e no fim, poupa um pouco de electricidade. 

Dica 4 - Aproveite a luz solar ao máximo
A verdade é que muitas vezes temos uma óptima luz solar e não a aproveitamos convenientemente. Por vezes basta abrir um pouco as cortinas e evita-se de acender uma luz. 
Sempre que possível dê prioridade à luz natural e ligue as lâmpadas apenas quando for necessário. 

Dica 5 - Envie sempre a leitura do contador
Este é um hábito que adquiri há poucos meses. A verdade é que no inverno passado gastamos imensa electricidade por causa do aquecimento e nos meses seguinte, a empresa fornecedora resolveu fazer as estimativas com base na electricidade gasta no pico do inverno. Dessa forma, pagamos por electricidade que ainda não tínhamos gasto.
Ok, esta não é propriamente uma dica de poupança porque na factura dos chamados 'acertos' aquilo que pagamos a mais foi descontado. Mas acho absolutamente desnecessário pagar adiantado. Sendo assim, o meu conselho é, enviem sempre as vossas leituras do contador e paguem apenas o que consomem. 
Para este esquecimentos, instalei a app da EDP no meu telemóvel e assim consigo gerir tudo o que está relacionado com o nosso contrato. E tenho as possibilidade de receber notificações para não me esquecer de enviar as leituras do contador na data certa. É sem dúvida uma mais valia.

Espero que estas dicas vos sejam úteis. Se tiverem algumas que queiram partilhar connosco, por favor, escrevam nos comentários. 


terça-feira, 12 de setembro de 2017

Há uns tempo passamos alguns dias em Vila Nova de Mil Fontes. Lembrei-me que era giro fazer um artigo sobre onde fiquei e onde comi.  Vi...

Há uns tempo passamos alguns dias em Vila Nova de Mil Fontes. Lembrei-me que era giro fazer um artigo sobre onde fiquei e onde comi. 
Vila Nova de Mil Fontes (ou melhor o nosso país) tem uma gastronomia muito rica, por isso foi um deleite os dias que lá passamos. Mas vamos então começar.

Vila Nova de Mil Fontes não é um local com muitos hotéis. Tive de procurar bem e com tempo pois queria ficar no centro da vila e perto q.b. da praia. Consegui encontrar isso no Mil Reis. É um hotel pequenino, com poucos quartos, mas muito simpático. O quarto era muito espaçoso, limpo e com uma varanda enorme que me proporcionou umas boas horas de leitura. Pedi se era possível ter um mini-bar no quarto para guardar algumas águas e iogurtes, e o meu pedido foi levado em consideração. O pequeno almoço era simples mas era tudo muito bom e estavam sempre a repor.
A relação qualidade/preço, visto estarmos num local que não tem assim muitos alojamentos, ficou dentro da média. E o melhor de tudo é que me proporcionou uns belos dias de descanso.

Entrada do restaurante Ritual
Uma das maiores dificuldades foi na hora das refeições. Existem muitos restaurantes mas o que víamos é que estavam sempre cheios. Então no primeiro dia tivemos uma certa dificuldade. 
Acabamos por jantar no restaurante Ritual. É um local moderno, com uma decoração original e música ambiente bastante agradável. Quem nos atendeu foi extremamente simpático mas achei o serviço muito lento. E teve um ponto negativo, juntam muito as mesas só com 2 pessoas, então não nos sentimos suficientemente à vontade. A comida estava muito boa e no final o saldo foi positivo.

Entrada do restaurante a Tasta do Celso
Quando pesquisei sobre onde comer em VN de Mil Fontes aparecia-me sempre a Tasca do Celso, por isso entrou logo para a lista. Reservamos porque já se sabia que dificilmente conseguia mesa. 
Só vos posso dizer que vale muito a pena. A decoração da sala é espectacular, o atendimento é top e a comida é do melhor! Uma verdadeira maravilha e quando voltar a Mil Fontes com toda a certeza voltarei à Tasca do Celso.

Arroz de marisco do restaurante O Pescador
Outro restaurante que nos ficou debaixo de olho foi O Pescador. Todos os comentários falavam do maravilho arroz de marisco e do arroz de tamboril. Reservamos para um jantar e lá fomos nós com a ideia de experimentar o tal maravilhoso arroz de marisco. Foi uma surpresa bastante agradável. O local é muito simples mas a comida é do melhor. O arroz estava uma verdadeira delícia e difícil foi encontrar arroz no meio de tanto marisco. Fomos muito bem atendidos, todas as pessoas do staff são muito simpáticas. 

Mesmo em frente ao nosso hotel havia um restaurante, com poucas mesas mas que nos despertou alguma curiosidade - O Portal da Vila. Decidimos ir lá jantar um dia, mas para isso tivemos de reservar. É o meu maior conselho a todos os que passem férias em VN de Mil Fontes, escolham os restaurantes que querem experimentar e reservem. Em época alta é muito complicado arranjar mesa.
Chegamos e a experiência começou logo a correr mal. Tínhamos feito reserva há dois dias, mas alguém a perdeu. No final arranjaram-nos uma mesa e sentamo-nos. O serviço é muito lento, mas mesmo muito. Estivemos 1 hora à espera do jantar. Nota-se que andam ali meio perdidos, sem saber muito bem o que fazer.
Durante o tempo que lá estivemos conseguimos reparar em várias coisas e uma delas é que ninguém sabe falar inglês. Era de fazer chorar as pedras da calçada vê-los a atender os turistas. Claro que isso a nós não nos prejudicou, mas é mais uma curiosidade.
A comida estava boa, não era nada de outro muito, mas estava saborosa, bem confeccionada e nas proporções certas.
Não é um restaurante imperdível em Mil Fontes, mas escapa.

Os nossos dias passavam-se de forma muito simples. Pequeno almoço no hotel e praia. Um almoço simples e leve. Tardes de passeio  pela vila e de leitura na varanda do quarto do hotel. Finais de tarde na praia.
Para os almoços optamos sempre pelo mesmo sítio - Paparoca. Trata-se de um local muito simples, com alguns pratos do dia, sopa, sandes, saladas, batidos, sumos naturais e sobremesas. Não posso falar sobre os pratos do dia pois optamos sempre por sopa, sandes e saladas. Mas do que provamos, gostamos muito. É perfeito para uma refeição mais leve, o ideal após umas horas de praia.

Julgo não me ter esquecido de nada. Mas qualquer dúvida já sabem é só dizerem. E se quiserem acrescentar alguma coisa, por favor, façam-no através dos comentários.